maio 17, 2022

Rock Blues Brasil

Aqui você fica sabendo de tudo que acontece no cenário independente mundial!

Blues Etílicos, Toni Platão e Nilo Romero lançaram uma versão matadora de “Construção”

Ao longo da carreira, o Blues Etílicos lançou cerca de 50 músicas autorais. Mantendo quatro dos seus integrantes originais desde o primeiro álbum, lançado em 1987, eles completaram 35 anos de carreira e irão lançar um box (click aqui) comemorativo. A banda se consolidou como uma das melhores bandas de blues do cenário nacional.

O carioca Toni Platão foi vocalista da banda de rock Hojerizah na década de 1980. Seguiu em carreira solo a partir da década de 1990, enveredando pelo soul e a MPB. Em 2011, Toni se juntou a Dado Villa-Lobos, Dé Palmeira e Charles Gavin para formar a banda Panamericana, que tocava sucessos do rock sul-americano.

Eles se juntaram para realizar o projeto MPBlues, que conta com o apoio do guitarrista e produtor musical Nilo Romero.

Nilo Romero começou sua trajetória profissional em 1982 e ao longo de sua carreira, atuou em shows e gravações, com diversos artistas, como Ritchie, Cazuza, Kid Abelha, Leo Jaime, Marina Lima, Paulinho Moska, Paulo Ricardo, Cris Braun, Grupo Novo Rock e Ana Carolina. Como produtor musical, foi responsável por discos de Cazuza, Kid Abelha, Leo Jaime, Marina Lima, Paulinho Moska, Paulo Ricardo, Asa de Águia, Engenheiros do Hawaii, Cris Braun e Ana Carolina. Compôs para Cazuza, Gal Costa, Kid Abelha e Paulinho Moska.

O primeiro single desse projeto acaba de ser lançado: “Construção”. Em 1971 Chico Buarque impressionou com a música “Construção”. A construção da letra traz a alternância das palavras proparoxítonas nos finais das frases. Em 2009 a revista Rolling Stone elegeu “Construção" como a melhor canção brasileira de todos os tempos.

 Aumenta o som e curta essa versão matadora de “Construção”.