maio 17, 2022

Rock Blues Brasil

Aqui você fica sabendo de tudo que acontece no cenário independente mundial!

Edu Gomes lançou no final de setembro o maravilhoso álbum Ventura

Edu Gomes lançou no final de setembro o maravilhoso álbum Ventura.

Conhecido pelos seus solos melódicos e composições inspiradas, Edu Gomes já está na estrada há tempos. Sua carreira de 35 anos no mundo da música é repleta de experiências como artista, produtor musical, sideman e professor, além da convivência com a cultura norte-americana, onde residiu por 11 anos. Toda esta bagagem culminou em sua discografia com 22 títulos, divididos entre sua carreira solo Edu Gomes & A Pirâmide, a Irmandade do Blues, que co-fundou e integrou por 20 anos, o trio de rock instrumental ZFG Mob, e do projeto Concerto de Cura de música para o bem estar.

Seu novo álbum “Ventura”, é o quinto de sua carreira solo, e o segundo produzido durante a pandemia do Covid19, mantendo a linguagem do álbum anterior “Metamorfose” onde a atemporalidade de sua música se manifesta através de sons “vintage”, com uma grande variedade de timbres embelezando os arranjos simples e pitorescos, uma verdadeira janela para o mundo de suas composições, carregadas de sabedoria e mística.

“Ventura é o resultado de um segundo ano na pandemia do COVID19. Um misto de esperança e incertezas onde mais uma vez, as composições são o norte para todos, que se sentiram livres para criar e somar. Pelo motivo desse “aprisionamento”, o trabalho traz um espírito de aventura e vontade de voar” – EG

Sua banda batizada de “Pirâmide” traz a bateria de seu filho Caio Gomes, com seu estilo único, cheio de musicalidade e maturidade, mas sem perder o vigor da jovialidade. No baixo elétrico e acústico, a experiência e criatividade de Airton Fernandes, que soma ao Rock as suas fortes influências de Jazz e MPB. No piano e sintetizadores, o cantor e multi-instrumentista Adriano Grineberg, seu parceiro no projeto Concerto de Cura, e que traz sua incrível capacidade de colorir e temperar as composições, principalmente através de suas raízes do Rock Progressivo. Os violões, guitarras e efeitos, tão peculiares nas suas canções, assim como sua originalidade ao tocar guitarra, que soa quase como uma voz, ainda assim, mostram a nítida influência de seus ídolos do Rock Progressivo (David Gilmour, Steve Hackett, Alan Parsons, King Crimson, ELP), da música brasileira (Roberto Menescal, Tom Jobim, Secos e Molhados, Gilberto Gil), e do Blues (Freddie King,BB King, T Bone Walker, Allman Brothers).

O álbum também conta com a participação especial da voz cristalina da cantora Sônia Santhelmo, sempre presente nos trabalhos do Edu e Concerto de Cura.

Apague a luz, aumenta o som e curta a faixa “Êxtase”.

A música está na playlist Rock Blues Brasil no Spotify!